CIENTISTAS APRESENTAM AVANÇOS NO TRATAMENTO DE DIVERSOS TIPOS DE CÂNCER.

No último dia 5 de junho foi encerrada a Reunião Anual da Sociedade Americana de Oncologia...

GRAVIOLA, UM MILAGRE NATURAL PARA A CURA DO CÂNCER

GRAVIOLA, UM MILAGRE NATURAL PARA A CURA DO CÂNCER

De acordo com vários estudos, diferentemente do que ocorre com determinados tratamentos de...

NOVIDADES NO TRATAMENTO AUMENTAM AS CHANCES DA CURA DO CANCER

NOVIDADES NO TRATAMENTO AUMENTAM AS CHANCES DA CURA DO CANCER

Criado: Quinta, 11 Maio 2017 16:24 A palavra câncer já significou sentença de morte, mas...

SOBRE O CÂNCER DE TESTICULO

O câncer de testículo pode se desenvolver em um ou ambos os testículos de homens jovens. É um...

NOVO TIPO DE CÂNCER ASSOCIADO A IMPLANTE NOS SEIOS

NOVO TIPO DE CÂNCER ASSOCIADO A IMPLANTE NOS SEIOS

Descoberto novo tipo de câncer associado a implantes nos seios   Um...

  • CIENTISTAS APRESENTAM AVANÇOS NO TRATAMENTO DE DIVERSOS TIPOS DE CÂNCER.

    Quinta, 03 Janeiro 2019 18:51
  • GRAVIOLA, UM MILAGRE NATURAL PARA A CURA DO CÂNCER

    GRAVIOLA, UM MILAGRE NATURAL PARA A CURA DO CÂNCER

    Quinta, 03 Maio 2018 12:10
  • NOVIDADES NO TRATAMENTO AUMENTAM AS CHANCES DA CURA DO CANCER

    NOVIDADES NO TRATAMENTO AUMENTAM AS CHANCES DA CURA DO CANCER

    Sexta, 26 Janeiro 2018 14:43
  • SOBRE O CÂNCER DE TESTICULO

    Segunda, 23 Outubro 2017 19:06
  • NOVO TIPO DE CÂNCER ASSOCIADO A IMPLANTE NOS SEIOS

    NOVO TIPO DE CÂNCER ASSOCIADO A IMPLANTE NOS SEIOS

    Terça, 01 Agosto 2017 16:50

Rádio Web

Terapeuta Ocupacional, de Marilia.

 

Meus amigos seja bem vindo ao meu Saite ,espero que ele lhe ajude a se informar sobre a Doençâ, CÂNCER abraço do amigo Moreira Terapeuta Ocupacional Marília S.P

Nosso Mural

wdgcpgj

DZmVaaGIAdhM, de 613309.

J58Yhk dubfsvkccdgq, [url=http://ccuazcbmexol.com/]ccuazcbmexol[/url], [...]

GoldenTabs

fAixDUczeSFyQx, de 44878.

8D9JAR [...]


Veja mais

Login

É possível tratar de um câncer e ter uma gravidez saudável

21 Abril 2014
É possível tratar de um câncer e ter uma gravidez saudável

Na medida em que a mulher retarda a primeira gestação para depois dos 35 anos, existe a maior chance de haver uma coincidência entre a gestação e doenças mais comuns dessa faixa etária....

DOENTES DE CANCÊR FAZEM RADIOTERAPIA EM APARELHO VENCIDOS

21 Abril 2014

A matéria completa pode ser lida no Blog Virgem em Câncer e Lua na Esperança!, já que a Rede Globo de Televisão a retirou do Portal G1 por razões ainda...

Corrida arrecada recursos para combate ao câncer infantil

21 Abril 2014

Com o objetivo de mobilizar e conscientizar a população sobre a importância do diagnóstico precoce e a necessidade do tratamento adequado para crianças e adolescentes com câncer, a organização não...

Avanços tecnologico na area da saude

21 Abril 2014

Sabemos que hoje há muita tecnologia envolvida em praticamente todos os seguimentos independentes quais eles sejam. Nesta edição vamos conhecer mais sobre o que esta sendo feito em termos de...

Matéria de Capa - Nanotecnologia

21 Abril 2014

O programa aborda a revolução que pode surgir com o estudo de partículas e dispositivos minúsculos, invisíveis a olho nu. Para pacientes com câncer, pesquisas já preveem que nanopartículas podem...

EQUIPAMENTOS NANOTECNOLOGICOS NA AREA DA SAUDE

21 Abril 2014

Em oncologia, a nanotecnologia abriu uma nova frente de veiculação de fármacos, embora, o uso sistêmico da nanotecnologia aliada a fotoprocessos ainda esteja em fase inicial em novas áreas 1...

NOVO TRATAMENTO PARA O CÂNCER

21 Abril 2014

Encontra-se em fase final de estudo uma nova forma de tratamento para o câncer. O tratamento consiste em aumentar a temperatura das células tumorais à 56ºC, sem alterar a temperatura...

VACINA PARA CÂNCER DE PRÓSTATA

21 Abril 2014

A FDA, instituição note-americana de regulação dos medicamentos, aprovou a primeira vacina terapeutica para o câncer de próstata, indicada para indivíduos cujo organismo já não responde ao tratamento normal. Este...

Doenças e Sintomas Leucemia

21 Abril 2014

Leucemias são doenças malignas que acometem os leucócitos, os glóbulos brancos do sangue presentes nos gânglios linfáticos e na corrente sanguínea. Assim como os glóbulos vermelhos (cuja função é transportar...

Braquiterapia e Radioterapia

21 Abril 2014

Princípios da Radioterapia Teleterapia: A Teleterapia é uma modalidade de radioterapia em que a fonte de radiação é externa ao paciente. • Vantagens: Baixa taxa de radiação; Diminuição do Tumor;...

Carcinomatose Meníngea BLOG DESCRITIVO DA DOENÇA CARCINOMATOSE MENÍNGEA, UM TIPO AVANÇADO DE CÂNCER. Powered By Blogger

21 Abril 2014

Tratamento sem quimioterapia ou radioterapia A cura da carcinomatose é desconhecida e atualmente não há muito avanço na medicina neste sentido (infelizmente não há muito interesse da mecidina pela pesquisa...

PREVENÇÃO

21 Abril 2014

Prevenção O exame das mamas realizado pela própria mulher, apalpando os seios, ajuda no conhecimento do próprio corpo, entretanto, esse autoexame não substitui o exame clínico das mamas realizado por...

DIAGNÓSTICO DE CÂNCER DE ,MAMA

21 Abril 2014

Toda mulher com 40 anos ou mais de idade deve procurar anualmente um ambulatório, centro ou posto de saúde para realizar o exame clínico das mamas. Além disso, toda mulher...

SINTOMA DE CÂNCER DE MAMA

21 Abril 2014

O sintoma do câncer de mama mais fácil de ser percebido pela mulher é um caroço no seio, acompanhado ou não de dor. A pele da mama pode ficar parecida...

O câncer de testículo pode se desenvolver em um ou ambos os testículos de homens jovens. É um tipo de câncer altamente tratável e geralmente curável.

Os principais tipos de câncer de testículo são:

Tumores de Células Germinativas

Mais de 90% dos cânceres de testículo se desenvolvem nas células germinativas, que produzem o esperma. Existem dois tipos principais de tumores de células germinativas: seminomas e não seminomas, que ocorrem em proporções similares, mas são muito diferentes quando vistos sob um microscópio.

Alguns tipos de câncer contem tanto células do tipo seminomas assim como não seminomas, mas, são tratados como não seminomas porque crescem e se disseminam como tais.

Seminomas

Os seminomas se desenvolvem a partir das células germinativas do testículo produtoras de espermatozoides. Os dois principais subtipos destes tumores são:

  • Seminoma Clássico - Representam mais de 95% dos casos. Estes geralmente ocorrem em homens entre 25 - 45 anos.

  • Seminoma Espermatocítico - É um tipo raro de seminoma que tende a ocorrer em homens mais velhos. A idade média dos homens diagnosticados com seminoma espermatocítico é 65 anos. Estes tendem a crescer mais lentamente e são menos propensos a se disseminar do que os seminomas clássicos.

Alguns seminomas podem aumentar os níveis sanguíneos da proteína gonadotropina coriônica humana (GCH). A GCH pode ser detectada pelo exame de sangue e é considerado um marcador tumoral para certos tipos de câncer de testículos. Esse marcador pode ser usado para o diagnóstico e verificação da resposta do tumor ao tratamento.

Não Seminomas

Este tipo de tumor de células germinativas ocorre geralmente entre a adolescência e os 30 anos. Existem 4 tipos principais de tumores não seminomas. A maioria dos tumores são mistos com pelo menos dois tipos diferentes, mas isto não altera o tratamento. Todos os tumores de células germinativas não seminomas são tratados da mesma maneira:

  • Carcinoma Embrionário - Este tipo de não seminoma está presente em algum grau em cerca de 40% dos tumores testiculares, mas os carcinomas embrionários puros ocorrem apenas em 3% a 4% dos casos. Este tipo de não seminoma tende a crescer rapidamente e se disseminar. O carcinoma embrionário pode aumentar os níveis sanguíneos dos marcadores alfa-fetoproteína (AFP) e GCH.

  • Carcinoma de Saco Vitelino - Suas células se parecem com o saco vitelino do embrião humano em suas primeiras fases de formação. Este tipo de câncer também é conhecido por outros nomes, por exemplo, tumor do saco vitelino, tumor dos seios endodérmicos, carcinoma embrionário infantil ou orquidoblastoma. É a forma mais comum de câncer de testículo em crianças. Quando ocorrem em crianças geralmente são tratados com sucesso. Em adultos são mais preocupantes, especialmente se forem puros, isto é, o tumor não contém outros tipos de células não seminomas. Este tipo de carcinoma responde muito bem à quimioterapia, mesmo quando existe metástase.

  • Coriocarcinoma - É um tipo muito agressivo e raro, que ocorre em adultos. Esses cânceres tendem a se disseminar rapidamente para outros órgãos, como pulmões, ossos e cérebro. O coriocarcinoma puro geralmente não se apresenta nos testículos, mais frequentemente aparecem células do coriocarcinoma com outros tipos de células não seminomas em um tumor de células germinativas mistas. Este tipo de tumor aumenta os níveis sanguíneos de GCH.

  • Teratoma - São tumores de células germinativas com áreas que, quando vistas ao microscópio, se assemelham às camadas de um embrião em desenvolvimento (endodermo, mesodermo e ectodermo). Os 3 tipos principais desses tumores são:

  1. Teratomas Maduros - Formados por células semelhantes às células de tecidos adultos. Eles são geralmente benignos, raramente se disseminam, e podem ser curados cirurgicamente.
     
  2. Teratomas Imaturos - São cânceres menos desenvolvidos, cujas células se parecem com as de um embrião nas primeiras fases de formação. Ao contrário dos teratomas maduros, este tipo tem maior probabilidade de invadir os tecidos adjacentes e de se disseminar. 
     
  3. Teratoma com Transformação Maligna - É um tipo de câncer muito raro. Esses cânceres têm algumas áreas que se parecem com teratomas maduros, mas tem outras onde as células se tornaram em um tipo de câncer que se desenvolve fora do testículo, em tecidos como músculos, glândulas pulmonares e do intestino ou cérebro.

Carcinoma In Situ

Os cânceres testiculares de células germinativas podem começar como uma forma não invasiva da doença denominada carcinoma in situ (CIS) ou neoplasia intratubular de células germinativas. O carcinoma in situ nem sempre evolui para invasivo. Os pesquisadores estimam que possa levar cerca de 5 anos para evoluir à forma invasiva do câncer.

O carcinoma in situ é difícil de diagnosticar antes que se torne invasivo, pois geralmente não causam sintomas e, muitas vezes não formam uma massa que possa ser sentida. A única maneira de diagnosticar o carcinoma testicular in situ é por biópsia. Alguns casos são encontrados acidentalmente em homens que fizeram biópsia por algum outro motivo, como a infertilidade.

Tumores Estromais

Os tumores do estroma gonadal se desenvolvem nos tecidos que produzem hormônios e nos tecidos de suporte dos testículos. Eles constituem menos de 5% dos tumores testiculares, mas até 20% dos tumores testiculares da infância. Os 2 tipos principais são:

  • Tumores de Células de Leydig - Estes tumores geralmente benignos se desenvolvem a partir das células de Leydig no testículo, que normalmente produzem os hormônios sexuais masculinos (andrógenos, como a testosterona). Os tumores de células de Leydig podem se desenvolver tanto em adultos (75% dos casos) como em crianças (25% dos casos). A maioria dos tumores de células de Leydig não se dissemina e são curados cirurgicamente. Mas às vezes esses tumores se disseminam para outros órgãos.

  • Tumores de Células de Sertoli - Estes tumores se desenvolvem a partir das células normais de Sertoli, que suportam e nutrem às células germinativas produtoras de espermatozoides. Assim como os tumores de células de Leydig, eles são geralmente benignos. Mas se eles se disseminam, geralmente não respondem à quimioterapia e radioterapia.

Câncer de Testículo Secundário

Os cânceres que começam em outro órgão e se disseminam para o testículo são denominados câncer de testículo secundário. Eles são nomeados e tratados com base no local de origem.

O linfoma é o câncer de testículo secundário mais comum e ocorre com mais frequência do que os tumores de testículo primários em homens com mais de 50 anos. O prognóstico depende do tipo e estágio do linfoma. O tratamento usual é a remoção cirúrgica, seguido por radioterapia e/ou quimioterapia.

Em jovens com leucemia aguda, as células leucêmicas podem, às vezes, formar um tumor no testículo. O tratamento da leucemia com quimioterapia pode precisar ainda da administração de radioterapia ou de cirurgia para remover o testículo.

Os cânceres de próstata, pulmão, pele (melanoma), rim e de outros órgãos também podem se disseminar para os testículos. O prognóstico para esses tipos de câncer tende a não ser bom, porque estes tipos de câncer geralmente se disseminam também para outros órgãos. O tratamento depende do tipo de câncer.

Fonte: American Cancer Society (13/02/2015)

Submit to DeliciousSubmit to DiggSubmit to FacebookSubmit to Google BookmarksSubmit to StumbleuponSubmit to TechnoratiSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar